O efeito Jorge Jesus na Comunicação do DLC da Universidade de Aveiro

 

Falta de espaço em disco, sites offline, caixas de e-mail que não funcionam?

"Já sofri na pele todos esses problemas. E o meu objectivo em relação ao serviços de alojamento passou a ser um bom suporte aos problemas que eu, como leigo nessas matérias, vou tendo no dia a dia."

» Após algumas experiências, que colocaram os meus poucos cabelos em pé, optei pela WebTuga pois foi a empresa que sempre me respondeu e ajudou.
"A WebTuga oferece o serviço de alojamento gratuito por 15 dias para testar o serviço.".

dlc-universidade-aveiro dlc-universidade-aveiro dlc-universidade-aveiro

Após o jogo da Champions League entre o Real Madrid e o Sporting, Jorge Jesus voltou a fazer das suas, e inventou uma nova língua que mistura o português com o espanhol.
Até aqui nada de mais. Quem já não fez este exercício, tão usual que até já se chama de “portunhol”. 🙂

A oportunidade aproveitada

O Departamento de Línguas e Culturas (DLC) da Universidade de Aveiro aproveitou a deixa e usou esse momento para promover os seus cursos livres de línguas. Este tipo de comunicação tem aspectos positivos e negativos que devemos ter em atenção. E acima de tudo tem riscos. Riscos que devemos ter em conta no nosso plano de crise digital.

Aspectos POSITIVOS da publicação

– Timming perfeito
O timming é um dos maiores “segredos” da comunicação digital. Aqui o departamento de línguas da Universidade esteve perfeito. A publicação saiu no dia seguinte ao jogo, quando muito se comentava sobre o assunto.
– Adequação ao público-alvo
Esta publicação pode “catalogar-se” como um meme espontâneo. Este é um tipo de conteúdo muito do agrado do público jovem e universitário. Veja-se o exemplo da página ” A Vida de um Universitário”

– Alimentar o Ego e motivar a equipa de comunicação

Claro que quando conseguimos ter sucesso e até viralizar algumas das das nossas publicações o ego da equipa fica bem cheio e a motivação da mesmo fica com os níveis em alta.

Aspectos NEGATIVOS da publicação

– Inadequação ao tom de voz
O tom de voz deste departamento da Universidade de Aveiro é claramente formal. A página de Facebook tem até ao momento o propósito de comunicação de formação e notícias do departamento. Esta “entrada” única pelo mundo dos memes é completamente fora de tom e pelo que vemos, não tem continuidade. É de talforma evidente esta falta de conformidade que até os alunos comentam a entrada do DLC no mundo dos memes.
– Adequação ao público-alvo
Se a publicação pode “acertar” em cheio no público-alvo do departamento, por outro, pode passar-lhe completamente ao lado. Não conhecendo os dados, se o departamento tiver como alunos uma maioria do sexo feminino, este tipo de publicação não faz qualquer sentido.
– Público-alvo pouco relevante no futuro
Os números alcançados pela publicação e pela página de Facebook cresceram por causa da exposição em jornais nacionais. O público que chegou desses meios, dificilmente continuará a seguir as publicações do departamento no Facebook. E vejo com alguma dificuldade que se inscrevam nos cursos promovidos. Mas essas são as métricas que de certeza o DLC irá analisar para saber se este tipo de publicação lhe é favorável.

RISCOS que foram corridos com esta publicação

– Invasão de Troll’s e adeptos de futebol
Existe uma regra geral de comunicação que aqui se aplica na perfeição. Nunca fales de futebol, política e religião. Porque? Porque são temas dominados pela paixão e ai a razão nunca vence.
O DLC colocou-se a jeito de ver a sua página de Facebook “invadido” por adeptos e troll’s ligados ao clube em causa, criando uma crise de comunicação extremamente difícil de gerir.

Resumo Final – Aconselharia este tipo de publicação a um departamento com o DLC?

Claro  que não! Os riscos são bem maiores que os possíveis proveitos.
Não havendo uma integração habitual do humor na página as hipóteses de criar uma crise são grandes.
Partindo do princípio, empírico, que maioria dos alunos do DLC são mulheres, este tipo de conteúdo não é o mais indicado.